Escolha sua linguagem: Português Espanhol
 
 

3º FORO EMPRESARIAL DO MERCOSUL MERCOSUL: MOTOR ECONÔMICO REGIONAL

DOCUMENTO FINAL DAS CONCLUSÕES E PROPOSTAS DO TERCEIRO FÓRUM DE NEGÓCIOS DO MERCOSUL Caracas, 26 e 27 de julho, 2014 Durante os dias 26 e 27 Julho de 2014, representantes de mais de três centenas de empresas dos países do Mercosul, reuniram na cidade de Caracas, República Bolivariana da Venezuela, para conduzir o Terceiro Fórum Empresarial do Mercosul, o espaço teve como objetivo principal reunir a comunidade empresarial produtiva na região para refletir em conjunto com os governos e as empresas públicas sobre o futuro do processo de integração. Os trabalhos foram conduzidos por mesas de debate que foram focadas em três temas: - Agenda Aberta Latinoamericana de responsabilidade social. - Rumo a uma estratégia Regional da Educação e Formação. - Nova Arquitetura Financeira Regional. As discussões sobre cada uma dessas tabelas apontaram para apresentar contributo directo da comunidade empresarial, destinada a contribuir para os esforços de aprofundamento e consolidação do Mercosul. Durante o desenvolvimento do Fórum destacou a participação de vinte delegados de negócios de dezoito instituições na região do Caribe, especificamente Jamaica, República Dominicana e Trinidad e Tobago, como um marco na aproximação entre o Mercosul ea zona econômica Alba-Petrocaribe confirmando a vontade de avançar na integração produtiva da região da América Latina e Caribe. Ele também destacou a sinergia desenvolvida entre as entidades venezuelano organizadoras do evento, Fedeindustria e Bancoex, por causa de que, por um lado, Fedeindustria foi mandatado para acompanhar os resultados e propostas deste dia, até sua transferência para o entidades às quais o Governo Argentina, em seu exercício da presidência pro tempore do Mercosul, encomendar a responsabilidade de organizar a próxima edição do Fórum Empresarial, e, por outro lado, a recomendação de incluir na organização das próximas edições do Fórum de Negócios Escritórios de Promoção Comercial (OPC) dos Estados Partes, em conjunto com as associações empresariais, a partir do patrocínio bem sucedido do Banco de Comercio Exterior de Venezuela. Finalmente, uma vez que este fórum é realizado sob a Reunião Anual XLVI do Conselho do Mercado Comum do Mercosul / Cúpula de Chefes de Estado, os representantes de empresas participantes quiseram gravar o seu apreço pelos esforços dos governos dos países Mercosul pela consolidação e expansão deste bloco de integração, hoje é o motor econômico regional mais importante, incentivando-os a continuar esta tarefa histórica. CONCLUSÕES DAS MESAS DE DEBATES Mesa 1: Agenda Aberta Latinoamericana de responsabilidade social - Os desafios sociais que vive a região exige uma amplia visão de responsabilidade social, tendo ainda o desafio de desenvolver ações de responsabilidade social a partir da perspectiva de integração, assim, superar as idéias que associam principalmente isenções fiscais ou a melhorar a imagem corporativa. - A este respeito, se prôpos uma evolução do conceito de responsabilidade social, que permita uma visão ampla que identifique as empresas como agentes de transformação e mudança, com o apoio e suporte de seus governos se movendo em direção a temas que incorporam temas tais como a superação da pobreza e inclusão social, a fim de acrescentar as contribuições das empresas para os esforços dos atores sociais e governamentais para conseguir a transformação sócio-produtiva completa, ou seja, a Responsabilidade Social expandida. - A é um conceito que exige, propõe uma visão holística e requer o desenvolvimento de uma visão de mundo integrada, tal como acordado no Primeiro Congresso Internacional de , realizado em Buenos Aires, Argentina, em outubro de 2013. - A Responsabilidade Social expandida incorpora temas como finanças éticas, Banco Sustentável, seguro e garantia, Inclusão Social, Trabalho Decente, Saúde e Prevenção, Economia Social e Solidariedade, Diversidade e Gênero e Direitos Humanos, que vêm sumaralém dos temas habituais de Educação, Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente, Artes e Cultura. - A Responsabilidade Social expandida ajuda a desenvolver uma agenda comum para a região, que inclui todas as partes interessadas, com base em conceitos tradicionais de boas políticas de pessoal, segurança no trabalho, trabalho decente, jogo limpo ao consumidor, produtos de boa qualidade, preços razoável, ativo na luta para equilibrar a reforma da governança ambiental e empresarial no sentido de papel hacia a transparência. - A Responsabilidade Social expandida deverá também contribuir para a formação de cadeias de valor e integração da produção, onde todos os setores da sociedade estão envolvidos e com um olhar para dentro, para a realidade de nossa América. - A inclusão e incorporação das comunidades que são impactadas pela nossas empresas, é essencial para a a Responsabilidade Social expandida para o apoio desses centros contribui para o desenvolvimento social, para a qual é preciso pensar em termos de unir forças e criar valor compartilhado. O compromisso social, nesse sentido, não entra em conflito com a eficiência econômico-produtiva da empresa. A ligação entre o econômico e social, para que você possa construir parcerias de longo prazo. - Neste sentido, o apoio aos produtores em cadeias de valor, através de projetos de desenvolvimento de recursos naturais, otimização da produção, transferência de tecnologia aos produtores e diminuição da dependência das importações extra-regionais é necessário - Também é necessário que os valores éticos e morais de cada região sejam parte dos ativos produtivos da sociedade. Para isso, esses valores devem ser a favor do investimento em cada país, o desenvolvimento a longo prazo e crescimento inclusivo. A este respeito, deve ser decidido chamado o combater à corrupção e a promoção da transparência nas instituições públicas e privadas, bem como indivíduos que fazem parte da sociedade. - Portanto, é pertinente para aumentar a conscientização sobre a importância das universidades e institutos de pesquisa como intervenientes importantes na Responsabilidade Social , a partir do qual graduarão profissionais que sabem estes temas. - Além disso, devem promover acordos de investigação a médio e longo prazo, bem como construir e fortalecer espaços públicos e privados por meio de financiamento. - Propôs a participação de uma delegação no 2do Congresso Internacional sobre a Responsabilidade Social, a ser realizar em Buenos Aires, Argentina, no mês de novembro, com a missão de promover o conceito de a Responsabilidade Social expandida e propor o lançamento de um Programa de Responsabilidade Social expandida e Integração Regional, que se articule com o MERCOSUL, a UNASUL e CELAC. Da mesma forma, a participação de uma delegação ao 4to Fórum Multilateral Empresarial do MERCOSUL, a ser realizada em Manaus, República Federativa do Brasil, em novembro próximo. - A fim de avançar para este Programa de Responsabilidade Social expandida e Integração Regional, propõe-se a rever o quadro regulamentar dos países envolvidos. Da mesma forma, é proposta a criação de um ambiente digital que garante o acesso universal ao seu conteúdo. - Apela para a geração e desenvolvimento de projetos específicos a Responsabilidade Social expandida, em coordenação com os mecanismos de financiamento regionais existentes. Este deve promover e fortalecer iniciativas de financiamento, como o Fundo de Garantia do MERCOSUL, o Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF, South Bank, entre outros. MESA 2: RUMO A UMA ESTRATÉGIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO: - O dia começou com o reconhecimento da responsabilidade entre as empresas eo Estado na educação e formação dos trabalhadores, com o entendimento de que não é possível completar todo o processo de produção, sem mão de obra qualificada. - Enfatiza-se que a dinâmica de formação deve ser constante no tempo. Além disso, a necessidade de projetar o trabalho como um processo social, transcendendo, assim, a visão do trabalho como mera atividade econômica foi levantada. - É chamado de transcender a idéia de educação e formação como um custo de produção, assumindo uma visão de que o treinamento é o melhor investimento. MESA 3: NOVA ARQUITETURA FINANCEIRA REGIONAL - ALADI, o Banco de Desenvolvimento da América Latina - - Inicialmente, o bom funcionamento dos mecanismos e instituições financeiras na região, como a Convenção sobre Pagamentos e Créditos Recíprocos da Associação Latino-Americana de Integração reconhece CAF, Fundo Latino-Americano de Reservas - FLAR, o Fundo para a Convergência Estrutural do MERCOSUL, ALBA Banco eo Sistema Unitário de Compensação Regional - Sucre, entre outros, que foram gerando soluções alternativas para os desafios da economia global. - Neste sentido, apelou para um progresso mais rápido na implementação de novos instrumentos financeiros que foram projetados na região, como o Banco do Sul, o Fundo de Reserva Sul-Americana e do Fundo de Garantia do Mercosul . Da mesma forma, a iniciativa de promover uma parceria entre o recém-anunciado BRICS Development Bank e Banco do Sul está crescendo .


Publicada em 08/08/2014

Voltar

 
 
 
 
Design by 3WF