Escolha sua linguagem: Português Espanhol
 
 

Exportações brasileiras crescem 11,6% em novembro

Brasília (12 de novembro) -  As exportações brasileiras, nas duas primeiras semanas de (1° a 11), com seis dias úteis, foram de US$ 7, 290 bilhões (média diária de US$ 1,215 bilhão). Pela média, houve aumento de 11,6% em relação ao desempenho do mês de novembro de 2011 (US$ 1,088 bilhão).

Neste comparativo, as vendas manufaturados tiveram aumento de 30,8%, com destaques para plataformas de perfuração e exploração de petróleo; aviões; laminados planos; óleos combustíveis; açúcar refinado; suco de laranja não congelado; medicamentos; e veículos de carga. Nos básicos, o crescimento das exportações (5,5%) foi devido, principalmente, ao milho em grão; carne suína e bovina; fumo em folhas; petróleo; e algodão em bruto. As vendas de semimanufaturados decresceram (-9,4%) em virtude de quedas nos embarques de ferro fundido; ouro em forma semimanufaturada; semimanufaturados de ferro e aço; alumínio em bruto; e óleo de soja em bruto.

Em relação à média registrada em outubro passado (US$ 989,2 milhões), o aumento nas exportações foi de 22,8%. Houve crescimento das vendas de produtos manufaturados (31,4%) e básicos (26,2%), enquanto decresceram os embarques de semimanufaturados (-2,4%).

As aquisições no exterior, em novembro, estão em US$ 6, 399 bilhões (média de US$ 1,066 bilhão). Houve expansão de 0,6% na comparação com a média de novembro do ano passado (US$ 1,060 bilhão), com aumento, principalmente, nos gastos com químicos orgânicos e inorgânicos (30,7%); combustíveis e lubrificantes (17,5%); instrumentos de ótica e precisão (9,5%); plásticos e obras (5,2%); e cereais e produtos de moagem (3,1%).

Já sobre o resultado verificado em outubro passado (US$ 913,8 bilhão), apontou-se elevação de 16,7% nas compras brasileiras no exterior, especialmente, de combustíveis e lubrificantes (90,5%); químicos orgânicos e inorgânicos (20%); adubos e fertilizantes (19,6%); veículos automóveis e partes (17%); e cereais e produtos de moagem (12,6%).

Com esses resultados, a balança registra saldo positivo no mês de US$ 891 milhões (média diária de US$ 148,5 milhões). A corrente de comércio, no período, somou US$ 13.689 bilhões, com resultado médio de US$ 2, 281 bilhões.

Fonte: http://www.desenvolvimento.gov.br/sitio/interna/noticia.php?area=5¬icia=11955


Publicada em 20/11/2012

Voltar

 
 
 
 
Design by 3WF