Escolha sua linguagem: Português Espanhol
 
 

Presidente da Câmara Catarinense participa do encontro de Presidentes em Manaus

O encontro entre Lula e Chávez ocorreu no último dia 20 de setembro, quinta-feira, no Hotel Tropical na cidade de Manaus, e teve como pauta o ingresso da Venezuela no Mercosul, a criação do Banco do Sul, o gasoduto do sul e questões energéticas.









Veja abaixo, a notícia divulgada no site www.terra.com.br – Por Denize Bacoccina.

Lula e Chávez confirmam projetos conjuntos de energia O presidente Lula e o líder venezuelano, Hugo Chávez, ratificaram a decisão de realizar investimentos conjuntos na Faixa do Orinoco, na Venezuela, e na refinaria de Pernambuco, além de confirmar o interesse para o ingresso da Venezuela como membro pleno do Mercosul e o interesse brasileiro pelo Banco do Sul e pelo gasoduto do sul.

Em um encontro em Manaus, nesta última quinta-feira (20/09), Lula e Chávez também combinaram de se reunir a cada três meses para discutir os temas bilaterais, especialmente a integração energética. A agenda inclui a reativação do projeto de construção do Gasoduto do Sul, para levar gás venezuelano até o norte da Argentina, através do território brasileiro. A próxima reunião ficou marcada para o dia 12 de dezembro, na Venezuela, quando deve ser assinada formalmente a constituição das empresas que vão tocar os projetos na área de petróleo.

"Brasil e Venezuela ratificam compromissos assumidos há algum tempo, e que por problemas técnicos andaram mais devagar do que Chávez e eu gostaríamos", afirmou Lula à imprensa depois de um almoço e reunião de mais de quatro horas, no Hotel Tropical, em Manaus.

Todos esses projetos já haviam sido acordados num encontro dos dois presidente, em janeiro. De acordo com o Itamaraty, as reuniões de acompanhamento andaram bem até junho, quando as negociações praticamente pararam.

As duas empresas terão a Petrobras e a estatal venezuelana PDVSA como sócias. A composição acionária será de 60% para a empresa local e 40% para a estrangeira nos dois empreendimentos. O presidente Lula reafirmou que a refinaria deve começar a operar em 2010.

Os dois presidentes também decidiram contratar uma empresa para realizar o projeto de engenharia conceitural do gasoduto do sul, para levar gás da Venezuela ao Brasil e à Argentina, passando pela Bolívia.

Os dois presidentes também reafirmaram o interesse mútuo no ingresso da Venezuela como membro pleno do Mercosul. "Aqui não existe disputa entre dois países", afirmou o presidente.

Ele disse que Venezuela e Brasil têm muita responsabilidade no continente. "E nós, Chávez e eu, vamos fazer tudo o que possa ser feito para que Brasil e Venezuela possam se tornar países integrados. Temos mais coisas para fazer do que divergência para criarmos", disse Lula.

O encontro de Chávez e Lula acontece depois de um período de divergências públicas. Chávez criticou a demora do Congresso brasileiro em aprovar a entrada da Venezuela no Mercosul e tem criticado o etanol e promovido acordos de fornecimento de petróleo a baixo custo em países da América Central e Caribe, onde a política brasileira é desenvolver a produção de etanol de cana-de-açúcar.


Publicada em 21/09/2007

Voltar

 
 
 
 
Design by 3WF