Escolha sua linguagem: Português Espanhol
 
 

IPEA Faz Balanço da Experiência na Venezuela

"A relação entre Brasil e Venezuela não é uma aliança qualquer, mas uma prioridade do governo", disse o titular da missão do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) na Venezuela, Pedro Silva Barros, durante o Seminário Cooperação Brasil-Venezuela: Práticas e Aprendizado, realizado na última quinta-feira, dia 22, na Universidade Caixa, em Brasília. Em um painel do qual também fizeram parte o ministro de Estado para a Transformação Revolucionária de Caracas, Farruco Sesto, e o vice-ministro de Habitação da Venezuela, Nelson Rodriguez, Pedro falou do trabalho que o Instituto vem desenvolvendo naquele país, do cenário socioeconômico deste e das suas perspectivas de integração com o Brasil.
Segundo Pedro Barros, a Venezuela aproximou-se muito do Brasil na última década, particularmente com a definição da aliança estratégica entre os dois países, ainda no primeiro governo Lula. "Houve um grande aumento das relações comerciais, com o crescimento da presença brasileira na Venezuela nas áreas da construção civil e de alimentos. É importante falar da instalação de missões oficiais, como a Embrapa, a Caixa e o Ipea, além de empresas públicas brasileiras que estão há mais tempo no país e têm uma participação mais comercial nessa cooperação, como o Banco do Brasil e a Petrobras", disse Pedro Barros. Ele ressaltou que em nenhum país do mundo há tantas instituições públicas brasileiras como acontece ali.
Pela manhã, na abertura do seminário, o Ipea esteve representado pelo diretor de Estudos e Relações Econômicas e Políticas Internacionais, Marcos Cintra. A mesa também contou com as participações do presidente da Caixa, Jorge Hereda; do embaixador da Venezuela, Maximilien Arveláiz; do assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia; do ministro de Estado da Venezuela, Farruco Sesto; e do subsecretário-geral da América do Sul do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Antonio Simões. O presidente do Instituto, Marcio Pochmann, também marcou presença no evento, no painel que tratou dos aspectos da Política de Cooperação Técnica.
Seminário
Uma iniciativa do Ministério de Relações Exteriores (MRE), do Ipea e da Caixa, o seminário também reuniu representantes dos governos brasileiro e venezuelano. Seu objetivo foi proporcionar o compartilhamento do aprendizado obtido a partir do Projeto de Cooperação Brasil-Venezuela e disseminar os conhecimentos adquiridos entre as equipes envolvidas. Dois pontos destacados como importantes nas ações de cooperação foram a busca por soluções para o déficit habitacional e a troca de informações sobre a experiência brasileira do Minha Casa Minha Vida e do programa venezuelano de habitação Gran Misión Vivienda.
 A primeira representação internacional do Ipea no exterior faz parte do esforço brasileiro de estabelecer um novo paradigma da cooperação sul-sul: a aliança para o desenvolvimento integrado. Instalado em Caracas em 7 de setembro de 2010, o escritório tem por objetivo básico facilitar o intercâmbio de informações e experiências adquiridas no Brasil na área de pesquisa econômica voltada para o desenvolvimento e realizar estudos in loco, alcançando temáticas e perspectivas que dificilmente seriam tratadas apenas a partir do Brasil.

(Fonte: IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada)

http://www.aduaneiras.com.br/noticias/noticias/noticias_texto.asp?acesso=2&busca=venezuela&ID=23131144


Publicada em 26/03/2012

Voltar

 
 
 
 
Design by 3WF